22 setembro 2011

Júlio Resende

Faleceu este senhor. Eu conhecia-o mais pela pintura dos azulejos da "minha" Ribeira do Porto.
Ficou conhecido como o pintor da paz, um senhor que um dia disse que o futuro do mundo está no coração dos homens, que é isso que os une e que a arte era uma forma de unir os homens...
Morreu um homem assim!

Sem comentários:

Enviar um comentário