07 dezembro 2011

Carago...

"As raparigas do Norte têm belezas perigosas, olhos verdes-impossíveis, daqueles em que os versos, desde o dia em que nascem, se põem a escrever-se sozinhos.

Têm o ar de quem pertence a si própria. Andam de mãos nas ancas. Olham de frente. Pensam em tudo e dizem tudo o que pensam. Confiam, mas não dão confiança.

São mulheres que possuem; são mulheres que pertencem. "


Miguel Esteves Cardoso

Sem comentários:

Enviar um comentário