24 janeiro 2012

Não suporto barulho, ruídos que fundos, aquela simples gota de água que pinga a tempo certinho uma atrás da outra, a lâmpada que está a tentar acender de facto há mais de não sei quanto tempo, o burburinho de fundo num qualquer espetáculo... e agora percebo também que o silêncio total me rói a cabeça da mesma forma.

Sem comentários:

Enviar um comentário